quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Por que a chuva é "toncha"?





Bom, já faz alguns meses que meu priminho Davi, 4 anos(na época ele tinha 3), me fez essa pergunta. Acho que foi nas férias de Julho... Chovia muito e nós estávamos conversando na janela da sala, olhando a chuva que caía suave e constantemente. Era um daqueles dias chuvosos que ninguém tem vontade de sair de casa... Estava tão bom! Eu e ele conversando... Vocês sabem como é conversar com criança dessa idade, não é? Temos que saber o porquê de tudo!
Conversa vai, conversa vem e, de repente, ele calou por alguns segundos. Olhei pra ele. Aquela carinha pensativa, com a testinha franzida, olhar fixo na chuva... Tive vontade de rir, parecia "gente" pensando! rsrsrsrsr Aí não resisti e perguntei: "O que foi, Davi?" Ele continuou pensativo, franziu ainda mais a testa e respirou fundo: "Ô, julhi, por que a chuva é 'toncha'?" Achei engraçado, fiquei pensando o que se passava naquela cabecinha, tentando esclarecer sua dúvida. Respondi:" Porque o vento empurra ela, entendeu, Vizinho?"
Desde então, essa lembrança, vez ou outra, retorna a minha mente, levando-me a refletir sobre algumas coisas da vida. Agora, enfim, estou tentando transcrever, de forma lógica e compreensível, o relampejar de idéias que acendem e apagam como flashs cognitivos.
Vamos lá. Assim como a chuva, somos todos criações de Deus.(Calma, não é essa ainda a reflexão. Continue lendo, por favor.) A chuva é composta por um conjunto de gotas d'água e a Igreja de Cristo, por cada um de seus servos. Todas as gotas d'água têm o mesmo ponto de partida (o céu) e o mesmo ponto de chegada (o chão). Assim, também somos nós: Partimos, iniciando nossa jornada para um dia nos encontrarmos com Ele, no momento em que entregamos tudo que temos e somos em Suas mãos. E nosso ponto de chegada, apesar de já ter dito no período anterior, vou repeti-lo de maneira diferente, mas da mesma forma gloriosa, é a Cidade Santa. No entanto, embora tenhamos esses mesmos pontos extremos, cada um de nós trilha por um caminho diferente, se é que você me entende. Isso se explica pelo fato de ser o plano de Deus (o vento que empurra a chuva) específico para cada um de Seus servos. A cada um Ele entregou uma obra, um talento. Uns louvam, outros pregam, alguns profetizam... mas, todos O adoram, O engradecem e testificam a grande alegria que sentem por estar aos Seus pés, trazendo cada vez mais vidas para Sua presença. Mesmo quando duas ou mais pessoas recebem o(s) mesmo(s) talento(os), e isso é comum, ele(s) são aplicado(s) de forma diferente.
Ainda podemos olhar essa "questão de vento" sob um outro prisma. Sendo que este novo olhar não anula o anterior, mas soma-se a ele. Os ventos também podem ser (e essa analogia é a mais comum. Acredito até que você tenha pensado que falaria desta primeiro) as provas, lutas e dificuldades que enfrentamos na vida. Para cada um, elas sao ímpares, e, assim sendo, são vencidas de forma singular na vida de cada indivíduo.
Nós vivemos para Cristo e procuramos servi-Lo, obedecer-Lhe e oferecer-Lhe o melhor que temos, ainda que não seja tudo que Ele merece. Porém cada um tem sua vida. Tem amigos, família, trabalho, obra e provas diferentes. Mas no fim, todos alcançaremos o mesmo alvo e nos encontraremos com nosso Pai que está no Céu e O abraçaremos!!!
"Ao que vencer, lhe concederei que se assente comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no Seu trono." Ap 3.21
É isso aí. ;)
Juliane Pontes

4 comentários:

Hugo Otávio disse...

Gostei da palavra 'cognição' hehehehe...
Mas sério...
Viajou um pouco mas é pura verdade! Analogia profunda... uma quase Machada de Assis! Voa não... calma, calma! :P
Enfim, que o nosso propósito constante seja a certeza de uma dia chegarmos no esplendor celestial, adorando ainda mais e estando face a face com o nosso rei!
;)

Glauci disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Glauci disse...

Vc tá fera!! Vc está no curso certo? rsrsrssrsr. Bom, mas eh assim mesmo. Temos que ser cognitivos rsrsr. Pensar em todos os aspectos e saber falar sobre eles. Quero que Vento do Espírito sopre sempre na minha vida. Não se de onde vem nem sei pra onde vai soh sei que eu quero ir.... (conhece esse trecho não eh?) bjussss amu tu visse! So muito feliz em te "conhecer". Vc eh uma bênção mesmo com nossas ausências. Sou feliz pelas bênçãos de Deus na tua vida e tenha plena certeza de que ainda virão muitas. Suze

Mente Hiperativa disse...

Mas e se não tiver ventando? KKKKK... (só pra tumultuar)